Benefícios do leite e seus derivados

A nutricionista, Elaine Ferreira, fala sobre a importância do consumo de leite e seus derivados para a saúde humana nas três etapas da vida: infância, juventude e maturidade.

Hoje ele não só faz parte da alimentação do dia-dia como também é matéria-prima de vários outros produtos e ingredientes de preparações da culinária. A presença do leite e seus derivados na dieta alimentar ocorrem, principalmente, pelo fato de que estes produtos são fontes de proteínas e de minerais essenciais à promoção do crescimento e manutenção da vida para o ser humano.

Em três períodos da vida o papel do leite é fundamental: na infância, participa da formação e do desenvolvimento do organismo como fonte de proteína, sais minerais e gordura; na adolescência oferece condições para o crescimento rápido com boa constituição muscular óssea, e endócrina; e para pessoas idosas é fonte de cálcio, essencial na manutenção da integridade dos ossos.

A proteína do leite, a caseína, é considerada uma proteína de alto valor biológico, ou seja, completa e de excelente qualidade, fonte de aminoácidos essenciais, necessários para o crescimento e manutenção dos tecidos do organismo.

As gorduras contêm ácidos graxos, essenciais ao organismo e atuam na absorção das vitaminas lipossolúveis.

Os minerais encontrados no leite, especialmente o cálcio e o fósforo, são essenciais para a estrutura dos ossos e dentes de indivíduos de todas as idades. Pesquisas mostram que um consumo adequado de cálcio na infância e adolescência é essencial para ossos saudáveis ao longo da vida.

Entre as vitaminas, em maior quantidade, encontra-se a vitamina A e algumas do complexo B. A vitamina A é uma vitamina lipossolúvel, essencial para os seres humanos, oferece proteção a pele, aos olhos, mantém os cabelos saudáveis e ajuda na formação dos tecidos do corpo.

As vitaminas do complexo B participam do metabolismo de proteínas, lipídios e carboidratos, tem papel importante na produção de energia, oxigenação das células e proteção do sistema nervoso.

Os iogurtes e queijos são bons substitutos para quem não gosta de beber leite. Os iogurtes, além de conservarem as características nutricionais do leite, têm também outras características que podem ser bem exploradas. A maior popularidade do iogurte está no fato deste produto associar prazer, conveniência, sabor, aspectos nutritivos e benefícios à saúde numa boa medida, além de contribuir para o consumo de proteínas (necessárias na construção, reparação e renovação dos tecidos do corpo, participam da produção de anticorpos, hormônios e enzimas e aminoácidos). É naturalmente rico em sais como cálcio, fósforo potássio, zinco (aumenta a ação de enzimas que combatem os radicais livres, retarda o envelhecimento e favorece o crescimento e fortalecimento dos cabelos), além de conter riboflavina (vitamina B2), ácido pantotênico (Vitamina B5), folato (vitamina B9) e vitamina B12. O iogurte integral contém ainda boas quantidades de vitamina A. Assim como os iogurtes, os queijos também são alimentos fundamentais para uma vida saudável, ricos dos nutrientes encontrados no leite.

Portanto, devemos usar a criatividade e encontrar alternativas para incluir o leite e seus derivados na alimentação do nosso dia-a-dia.

Fonte: http://www.fiepr.org.br/sindicatos/sindileitepr/beneficios-do-leite-e-seus-derivados-1-3405-


Voltar